Segurança no e-commerce: como evitar ataques maldosos em sua loja

Com a popularização de lojas virtuais, as empresas precisam estar atentas à concorrência e aos possíveis erros que impedem o alcance dos resultados esperados. Um desses problemas é a falta de segurança no e-commerce, tanto para a loja quanto para o cliente.

Isso porque os clientes precisam se sentir seguros para realizar transações e cadastrar dados de segurança ao efetuar uma compra e os lojistas não podem ter seu comércio virtual invadido.

Pensando nesse problema, o artigo de hoje vai te mostrar a importância de algumas ferramentas e dar quatro dicas que podem melhorar a segurança do seu e-commerce. Se você quer saber mais sobre como evitar esses ataques maliciosos, continue a leitura!

Selos de segurança

Os selos de segurança atuam como uma garantia de que o e-commerce está livre de ataques maliciosos e fraudes. Algumas empresas fazem o monitoramento de vírus na internet, fornecem esses selos e os mantêm atualizados.

É interessante que, ao acessar a sua loja virtual, os usuários vejam que existe uma empresa que faz a certificação e a varredura das ameaças. Para reforçar ainda mais que os dados dos clientes, como documentos, endereços e dados de cartões de crédito estão seguros, é importante que os selos estejam perto do botão de “comprar”, na página onde se encontra o produto e na seção de contato do site.

Certificados SSL

Outra forma de proteger as informações pessoais e empresariais são os certificados SSL (Secure Socket Layer), que nada mais são do que o certificado de segurança em um site. Os SSL impedem que as informações inseridas sejam roubadas e, para isso, eles criam uma criptografia, ou seja, deixam as informações indecifráveis tanto para empresas quanto para criminosos.

Os sites que possuem essa proteção têm um cadeado ao lado da palavra “seguro” na barra de navegação, junto ao endereço do e-commerce. Em geral, quando o site não possui um certificado SSL, os navegadores exibem as palavras “não seguro”.

Além disso, a falta desse certificado afeta fatores de ranqueamento no Google (SEO – Search Engine Optimization), já que a plataforma tem preferência por sites que ofereçam o melhor para os usuários, o que inclui segurança na navegação.

Ferramentas de monitoramento

As ferramentas de monitoramento do comportamento do usuário online também são muito importantes para detectar a segurança no e-commerce e uma dica é observar a quantidade de cancelamento de compras ou desistências. Isso porque os ladrões de dados costumam simular compras online para identificar possíveis fragilidades.

Boletos não pagos ou cartões que não passam são comuns em qualquer loja virtual, entretanto, se esse número começa a subir repentinamente e está concentrado em alguma região ou cidade específica, merece atenção redobrada. Nesse caso, é importante ter ferramentas antifraude para identificar e parar os ataques maliciosos.

Atendimento ao cliente

Por fim, é preciso manter canais oficiais de atendimento ao cliente, pois qualquer problema de segurança que ele tenha será relatado pela plataforma. Assim, tanto usuários como lojistas podem ter tudo registrado e encontrar os protocolos de atendimento rapidamente e, ainda, resolver o problema da forma mais eficiente.

Com todas as dicas de hoje, você vai ter mais segurança no e-commerce e, consequentemente, seus resultados poderão melhorar muito. Lembre-se de sempre pensar na segurança como uma via de mão dupla, em que você e seus clientes possam realizar transações livres de ameaças.

E aí, gostou deste conteúdo? Se você quer ficar por dentro de mais assuntos como esse, curta nossa página no Facebook! Lá você vai encontrar tudo que precisa saber para o sucesso da sua loja virtual!

O post Segurança no e-commerce: como evitar ataques maldosos em sua loja apareceu primeiro em Blog Codeby.

Leave a comment

Please note, comments must be approved before they are published