Como o Learning Machine pode ser utilizado no seu negócio

A utilização da técnica Learning Machine já não é mais novidade, muitas organizações já experimentaram esta aprendizagem das máquinas para melhorar a experiência do usuário e aumentar a segurança de seus produtos e serviços.

A Learning machine é uma vertente específica da IA que treina máquinas para aprender com dados. Essas máquinas têm a capacidade de aprender sozinhas a partir de grandes volumes de dados por meio de algoritmos e big data. Essas máquinas identificam padrões nos dados e criam conexões inteligentes, aprendendo e executando tarefas sem a ajuda humana. 

Mas, como aplicar esta técnica em seu negócio? Neste artigo iremos apresentar algumas das funções que a Learning machine pode ser utilizada dentro de um negócio online de forma útil.

Detectar de fraudes

Muitos bancos e operadoras de cartões de crédito estiveram presente entre os primeiros a usarem a aprendizagem de máquinas como ferramenta em seus processos. A tecnologia é usada principalmente para identificar transações que podem ser fraudulentas.

Hoje muitas lojas online já adotaram este tipo de tecnologia para identificar quando uma mesma pessoa realiza mais de um usuário no site ou formas de pagamento suspeitas.

Sistemas de recomendação

Muito comum em lojas e market place como Amazon ou plataformas de conteúdo como a Netflix utilizarem os mecanismos de recomendação online aprendendo com ações anteriores de seus clientes.

Usando dados coletados do próprio usuário, os sistemas de aprendizado das máquinas são capazes de prever itens que um cliente irá gostar, de acordo com suas compras e hábitos de visualização anteriores.

Esta é uma forma bem interessante de tornar a experiência do cliente ainda mais personalizada, prevendo as necessidades antes mesmo do cliente saber que as tem.

Mecanismos de busca

Para melhorar a capacidade de mecanismos como Google e Microsoft Bing com a aprendizagem de máquina, a análise de dados é feita sobre links dos quais os usuários clicam em resposta às consultas para melhorar seus resultados. 

A aprendizagem também é utilizada para melhorar o processamento de linguagem natural e fornecer respostas mais específicas para as pesquisas feitas pelo o usuário.

Processamento de linguagem natural

Sabia que a Siri, Alexa, Cortana ou Assistente do Google utilizam a aprendizado de máquina para tornar mais natural o entendimento de pedidos de voz e perguntas feitas por nós. Estas ferramentas utilizam o aprendizado para melhorar suas habilidades para reconhecer, entender e processar a entrada verbal.

Este avança é muito importante, pois uma das tendências para os próximos anos são as pesquisas de voz não só em mecanismos de busca mas em sites e e-commerce também.

Bots de serviço ao cliente

Estes agentes automatizados podem usar o processamento de linguagem natural e os dados de atendimento ao cliente para responder a perguntas comuns e melhorar a qualidade dessas respostas ao longo do tempo.

Segurança de TI

O uso de algoritmos de aprendizados de máquina para identificar potenciais ataques é uma das soluções de segurança de TI mais avançadas. Com o aprendizado das máquinas é possível estabelecer uma linha de base do comportamento “normal” que é utilizada para detectar anomalias, permitindo identificar ameaças previamente.

Detecção de anomalia

Assim como é possível detectar anomalias na segurança TI, com o aprendizado de máquina é possível identificar anomalias em produtos manufaturados ou itens alimentares. Isso é feito através de padrões e especificações do sistemas que foram previamente aprendidas.

Previsão de demanda

Com o Learning Machine é possível obter quantidades certas de produtos de acordo com a demanda utilizando dados históricos para prever vendas de forma muito mais precisa.

Estes são só alguns exemplos da utilização do Learning Machine em um negócio online mas, já é possível visualizar como pode ajudar em diversas áreas. E se você ficou curioso e gostaria de conhecer mais sobre esta técnica, acesse nosso artigo “Como o aprendizado de máquina está tornando o processo de compra mais personalizado e seguro”


E aí, já começou a utilizar esta técnica em seu e-commerce?

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados