Afinal, como fazer um mapa de navegação do seu site?

Você que lida todos os dias com um e-commerce, sabe o que é um mapa de navegação? Por dar resultados indiretos à loja virtual, esse arquivo tão importante é ignorado por muito gerentes que buscam otimizar sua indexação em sites de busca.

Se você também não entende bem para que serve o sitemap, nós preparamos este artigo contando tudo sobre como gerar o arquivo e quais vantagens ele traz para o seu negócio. Vamos lá?

O mapa de navegação

O mapa de navegação, ou sitemap, é uma técnica comum utilizada há bastante tempo na internet para traçar o caminho a ser seguido dentro de um site. Geralmente, esse mapa é um arquivo XML ou HTML com a relação de todas as URLs disponíveis, a conexão entre elas e como estão organizadas — por seções, data de modificação, hierarquia e outros parâmetros.

Embora não haja uma relação direta entre o sitemap e o rankeamento do seu e-commerce nos motores de busca, existem várias vantagens que transformaram a solução em padrão para lojas que querem tornar a busca por produtos mais intuitiva e rápida. Nós explicaremos algumas dessas vantagens mais abaixo.

A diferença entre sitemap XML e HTML

Há duas formas comuns de criar um mapa de navegação: em um arquivo sitemap.xml ou em um sitemap.html. Enquanto o formato XML é obrigatório, ter os dois em seu site é extremamente indicado.

XML

O arquivo sitemap.xml é feito especialmente para os robôs dos motores de busca, que varrem as informações em busca de todas as URLs e criam a partir daí uma indexação para o seu e-commerce. Ele é fundamental para que a estrutura do seu site seja reconhecida e apresentada da forma mais adequada ao usuário que está pesquisando por termos relacionados.

HTML

Também é recomendada a criação de um sitemap.html, que funciona como um índice para o usuário comum em uma URL regular do site. Embora não seja obrigatório, essa é uma página que apresenta ao visitante todos os caminhos por seções e setores na loja, podendo ser útil para encontrar algum departamento que não foi apresentado pelo motor de busca.

As novas ferramentas de pesquisa interna de e-commerce estão cada vez mais inteligentes e atendendo a essa necessidade, mas o arquivo HTML ainda é uma saída interessante para dar mais direção ao consumidor.

A importância de um bom mapa de navegação

O que faz muitos gerentes de e-commerces deixarem de dar importância ao mapa de navegação é que seus resultados são realmente difíceis de serem notados a princípio. O sitemap atua na sua loja virtual de forma muito mais indireta do que outras técnicas de SEO, embora seja tão importante quanto. Veja algumas de suas vantagens:

Otimização em mecanismos de busca

Embora não haja um impacto perceptível do sitemap no rankeamento das páginas, a indexação para exibição de resultados melhora consideravelmente quando o robô do motor de busca pode varrer o arquivo para definir sua estrutura.

Páginas com hierarquia maior e informações mais relevantes sobre produtos, ofertas e vantagens ficam em destaque na hora que um usuário procura por determinada marca ou preço de uma mercadoria. Com um caminho mais rápido para o que ele quer, a sua taxa de conversão pode melhorar de forma significativa.

Arquitetura mais organizada

Criar um mapa de navegação pode ser uma vantagem até mesmo para a sua organização interna do e-commerce. Ao criar o mapa, problemas de ordenação, relações inconsistentes entre URLs e seções bagunçadas podem surgir e dar a oportunidade de refazer a arquitetura do site. Quanto mais organizado for esse arquivo, mais fácil fica para o robô destacar as páginas certas.

Acesso mais fácil a produtos

Um mapa organizado facilita também para que o motor de busca encontre as URLs mais procuradas e com mais relevância na hora de exibir seus resultados. Isso pode criar links especiais bem rankeados para produtos mais populares, com taxa de conversão maior ou um grande número de visitas. Quanto mais curto for o caminho entre o interesse e a decisão de compra, menos chance você dá para que o cliente desista no meio do processo.

Menos dependência de links externos

Quando o site não tem um mapa de navegação, os robôs geralmente utilizam a relevância de links externos para indexar seu site. Isso cria distorções problemáticas, como dar prioridade a URLs que não são tão interessantes para o seu e-commerce e transformá-las em landing pages. O sitemap é uma forma de dizer ao motor de busca o que evidenciar no seu site, em vez de deixar que ele decida por conta própria.

A criação de um mapa de navegação para o seu e-commerce

O sitemap pode ser criado tanto manualmente como utilizando ferramentas que automatizam esse trabalho. Se você preferir fazer por conta própria, vai precisar de um profissional com experiência em linguagens de programação para redigir instruções ao gerador do arquivo. A vantagem nesse caso é ter maior controle e, com isso, gerar um XML mais customizado.

Mas, na maioria dos casos, uma boa ferramenta especializada é capaz de rastrear o seu site e montar automaticamente o arquivo sitemap.xml. O resultado é bastante preciso e permite alguma alteração caso haja erro no resultado final.

Feito o seu mapa de navegação em qualquer um desses métodos, é só subir os arquivos XML e HTML para o servidor e notificar o Google e outros sites de busca. Isso fará com que os robôs acessem automaticamente o documento, leiam seu conteúdo e realizem a indexação para buscas futuras.

A identificação de problemas com a indexação do seu e-commerce

Se mesmo com um sitemap gerado e indexado, sua loja está tendo problemas para aparecer bem nas pesquisas, pode ser que o problema esteja um passo antes da criação desse mapa, como uma arquitetura falha ou organização insuficiente.

Caso isso aconteça, é preferível voltar à estrutura do e-commerce e entender onde está a origem do problema, para só então refazer seu sitemap. Stress tests e outros testes realizados por bots podem ser a saída eficiente e econômica para otimizar a sua conversão, melhorar o rankeamento e aumentar a sua receita.

Afinal, em um mercado tão disputado quanto o e-commerce, onde basta um pequeno obstáculo para perder um consumidor para o concorrente, ter uma loja virtual bem organizada e um mapa de navegação que reflita essa arquitetura é essencial para alcançar aquela vantagem extra na luta pelo cliente.

E aí, ficou alguma dúvida? Você quer saber mais sobre como a arquitetura de um site pode ser o diferencial no seu rankeamento? Deixe a sua pergunta aqui nos comentários!

O post Afinal, como fazer um mapa de navegação do seu site? apareceu primeiro em Blog Codeby.

Leave a comment

Please note, comments must be approved before they are published